sexta-feira, 6 de junho de 2008

Encontro do Rio


Gente, alguém coloca um testemunho do que rolou no Rio aqui!

Socializem a informação com os desafortunados que não puderam ir na XVI Convenção Nacional de Solidariedade a Cuba!
Não precisa ser um texto de aspecto jornalístico, apenas um comentário curto já tá legal!
E se possível coloquem fotos, caramba!

Grande Abraço !



Um comentário:

ricardo disse...

30/05/2008
“MUSICAL TROVAS DA PÁTRIA GRANDE” EMOCIONA PARTICIPANTES DA XVI CONVENÇÃO.

Para Haesbart, o projeto contribui para situar, através da cultura,os fatos políticos em posições mais claras.

De 21 à 24 deste mês de maio ocorreu, no Rio de Janeiro, a XVI Convenção Nacional de Solidariedade à Cuba, com a presença de militantes das Associações Culturais José Martí de vários estados, além de outras entidades comprometidas com a luta daquele País.

A abertura das palestras deu-se no dia 22 de maio, com o tema “Cuba Resiste há Meio Século e Amplia as Conquistas Sociais”, apresentado pelo Embaixador de Cuba, Pedro Nuñes Mosquera, o Presidente do Centro Integrado de Estudos Martinianos – CIEM, Osvaldo Martinez e o Diretor da Telesur, Jornalista Beto Almeida.

Mosquera destacou o grande compromisso de Cuba com a educação e a saúde. E este compromisso rompe fronteiras: Nos últimos 40 anos o País possibilitou 47 mil graduações, sendo que 37 mil dos povos africanos, o que demonstra que a solidariedade não se restringe aos Latino – Americanos. O Embaixador também lembrou o papel que os cinco heróis representam junto à comunidade internacional, ao se destacarem na defesa da soberania do seu País.

Beto Almeida discorreu sobre alguns conceitos centrais, acerca da comunicação e das suas idéias de que a função da comunicação é a de fortalecer o campo público, e não o comercial. Almeida destacou um fato omitido pelos grandes veículos da informação: a batalha na qual 350 mil cubanos - dentre homens e mulheres - lutaram pela libertação de Angola e Namíbia. Nesate caso, Cuba se constituiu como a única Nação que ajudou a derrotar o Apartheid, abrindo espaço para um novo mapa na África do Sul.

O presidente da Telesur ressaltou a criação da Universidade Federal Latino - Americana, localizada em Foz do Iguaçu. Outra iniciativa do Governo foi a implementação obrigatória da disciplina de Espanhol nas escolas públicas.

Ao concluir Beto Almeida propôs a recuperação da Embratel, que foi privatizada, e o aproveitamento da logística da Petrobrás, para permitir que uma matéria jornalística possa ser enviada através da fibra ótica utilizada pela Companhia, o que possibilitaria um maior e melhor fluxo fluxo de informações.

“Contra o Terrorismo, o Bloqueio e Outras Formas de Agressão dos EUA à Cuba: A Batalha pela Libertação dos Cinco Heróis” foi outro painél apresentado pela esposa de Ramón Labañino – um dos cinco heróis, Elizabeth Palmero; o advogado e presidente do Comitê dos Cinco/SP, Max Altman; o Jurista e Presidente do Comitê dos Cinco/RJ, João Luiz D. Pinaud e a Conselheira Política da Embaixada de Cuba, Maria Antonia Ramos. Ficou evidenciada a necessidade de reforçar a luta pela libertação dos cinco heróis, através de manifestações como o envio de cartas, visando a tranquilizá-los sobre a existêrncia de ações de apoio para a sua libertação, além de chamar a atenção da população americana, bem como das demais sociedades internacionais, sobre a agressão imposta aos cubanos pelo imperialismo.

Na Sexta-feira (23/05), os trabalhos iniciaram com o Painel “A Importância das Relações de Amizade, Solidariedade e Cooperação Brasil/Cuba”. Foi palestrante o primeiro vice-presidente do ICAP, Román Hernandes. Também, a Presidente da José Marti/MG, Míriam Contijo; Marlos Duarte, de Pernambuco e o Presidente da José Marti/RS, Ricardo Haesbaert, que informaram sobre as ações desenvolvidas em seus estados. Haesbaert demonstrou omismo ao afirmar que está próximo o fim do bloqueio à Cuba. Destacou, ainda, a produção do CD e a apresentação do Show “Trovas da Pátria Grande” como um grande capital cultural da José Marti, que sem dúvida também contribui para situar os fatos políticos em posições mais claras no espaço social.

A tarde reuniram-se quatro comissões de trabalho: a) Cultura e Resistência à Desinformação sobre a Realidade Cubana. Os Meios Alternativos e as Novas Tecnologias; b) A Batalha pela Libertação dos Cinco Heróis Prisioneiros do Império: Propostas de Ação; Fortalecimento da Solidariedade à Cuba e a Luta Contra o Bloqueio: Propostas de Ação e As Associações de Pais e Graduados em Cuba: Processo de Homologação dos Diplomas Universitários.

Os delegados do Rio Grande do Sul apresentaram e defenderam propostas visando ao fortalecimento da cooperação entre os países Latino – Americanos, para e com o governo cubano.

Após os debates em grupos, a José Marti/RS contemplou os participantes com a apresentação do Musical “Trovas da Pátria Grande”, promovido pela Associação, reunindo cubanos e brasileiros num ato de generosidade e esperança por uma sociedade mais humanitária.

Em 24 de maio, último dia da Conferência, os relatores apresentaram à Plenária as propostas sistematizadas.

Para a realização da XVII Conferência, no próximo ano, já está confirmada a cidade de Florianópolis/SC, que já prepara o lançamento do evento, no próximo dia 26 de julho, com a participação dos músicos que compõem o “Trovas da Pátria Grande”.

- Programação

- Resolução Política

- Declaração do Rio de Janeiro XVI Convenção 2008

- Relatoria Comissão 1

- Relatoria Comissão 2

- Relatoria Comissão 3

- Relatoria Comissão 4